quarta-feira, janeiro 28, 2004

interstício 

 






todos os corpos possuem fendas,
cavidades que nos servem de túmulo
para uma morte inesperada



Powered By Blogger TM

 



 
 
aqui não há poeta
   
branco | as cores, todas em movimento tornam-se brancas. as palavras, todas juntas tornam-se vazias.